Instituto Appana

Conectando intenções

Formação em Coaching Ontológico

Saiba Mais

Formação em Coaching Ontológico

“Por um fazer refletido”

O Instituto Appana criou a Formação em Coaching Ontológico com o intuito de formar profissionais de excelência para o exercício do coaching. O primeiro passo para gerar a transformação que desejamos no mundo é o da transformação de si. Esta formação é dirigida para pessoas motivadas a se tornarem coaches profissionais e também para pessoas entusiasmadas com sua auto-construção.

Veja nosso material >>>

Início

01 e 02 de Outubro de 2016
Sábados e Domingos – das 9h às 18h

Webinário

01 de Setembro de 2016 – das 20h às 21h
Inscrições >>>

Formação em Coaching Ontológico

“Por um fazer refletido”

O Instituto Appana criou a Formação em Coaching Ontológico com o intuito de formar profissionais de excelência para o exercício do coaching. O primeiro passo para gerar a transformação que desejamos no mundo é o da transformação de si. Esta formação é dirigida para pessoas motivadas a se tornarem coaches profissionais e também para pessoas entusiasmadas com sua auto-construção.

Veja nosso material >>>

Início

01 e 02 de Outubro de 2016
Sábados e Domingos – das 9h às 18h

Webinário

01 de Setembro de 2016 – das 20h às 21h
Inscrições >>>

Calendário

Consulte as próximas turmas com inscrições abertas e em andamento. 

Clientes

Veja os clientes que o Instituto Appana já atende.

Palestras

Inscreva-se e receba informações sobre nossas palestras gratuitas.

Soluções Corporativas

Buscamos construir um futuro em que boas relações sustentem bons negócios. Oferecemos serviços para apoiar processos de transformação em empresas e instituições, a partir de suas pessoas.

Quando há um objetivo comum para ser alcançado por uma equipe, o alinhamento sobre a realização das tarefas e a forma como o comportamento de cada indivíduo impacta e é impactado por outros nas relações, é um fator chave para a alta performance e os resultados.

Nossos programas utilizam os princípios da complexidade e da ontologia da linguagem para desenvolver lideranças sustentáveis, para que valores como confiança,  autonomia e responsabilidade sejam mais do que simples palavras.

O que andam dizendo sobre nós…

Posso dizer que não escolhi mas fui escolhida pelo Coaching Ontológico, de maneira mágica cheguei até aqui, e hoje preciso agradecer pela turma maravilhosa que encontrei, pela caminhada que percorremos juntos, mas principalmente a Káritas. A leveza que conduz o aprendizado me trouxe uma transformação profunda. De repente percebi que posso ver os fatos de outro modo, ou do mesmo modo, depende de como observo. Percebi que a linguagem tem poder e muito poder. Recomendo a quem estiver lendo este depoimento a participar deste processo. Experiência que precisa ser vivenciada! Agradeço por todo o aprendizado e agora eu quero mais!!!

Assunta Pica

Um sentimento de gratidão e amor me toma ao finalizar essa formação.
Um sentimento de me encontrar e pertencer ao meu mundo, a construí-lo com coerência e respeito, diante das minhas escolhas.
Káritas e colegas de jornada: obrigada pela entrega, respeito, compartilhamento e desenvolvimento em cada encontro, realizados nesse lugar mágico que é o Instituto.
Me sinto com um fio conectando a vocês, onde posso nutrir o meu novo ser! Estar em contato com a minha essência, puramente!

Obrigada por essa jornada! Com amor…

Camila Paraschiva

Fazer parte da Turma 19 do curso de Coaching Ontológico do Instituto Appana foi uma experiência transformadora e um prazer imenso. Logo no primeiro dia de curso eu já percebi que o Instituto era um lugar diferente, especial, e que aquelas pessoas que estavam ali comigo, de alguma forma, tinham intenções parecidas com as minhas. É um curso transformador, repleto de aprendizado do começo ao fim, e independente se você deseja seguir a carreria de coach ou não, este é um curso para a vida! A Káritas conduz as aulas com muita maestria e amor. Gratidão a Turma 19 e a todos os envolvidos neste processo lindo!

Nathália Pirotta

Minha experiência no Instituto Appana é um encontro comigo mesma em vários níveis. Da casa com uma jabuticabeira no quintal – onde conversas são alimentadas por cafés com pão sempre quentinho, bolos e frutas, preparados com carinho – até as salas com sofás, tapetes e cadeiras dispostos para que eu não me esqueça que a presença num processo de aprendizagem também envolve a acolhida do corpo.

Já na primeira aula da Formação em Coach eu deixei de lado meus preconceitos em relação ao próprio Coach, Com isso, passei a entender a potência do método sem, no entanto, deixar de me manter atenta ao quanto uma formação séria e responsável como esta é fundamental para a condução de um processo sério (e não sisudo), responsável e verdadeiramente libertador.

Como eu concordo com métodos, mas só confio em pessoas, não posso deixar de ressaltar o quanto a confiança que descobri na Káritas sedimenta a minha entrega ao processo de aprendizagem. E, consequentemente, o quanto isso me inspira a continuar minha história a partir da premissa de que processos libertadores só acontecem quando pessoas libertárias, que se dedicam a compreender e viver a tal liberdade de ver o outro estão envolvidas neles.

Em relação ao conteúdo, adquiri repertório e algo como pequenas placas de sinalização para caminhos que quero sempre perceber e por alguns trilhar com mais profundidade, dentro das grandiosas áreas de educação, neurociência, filosofia e comunicação.

Para quem trabalha com inovação e, por isso, vive na encruzilhada da mudança de uma estrutura para outra como eu, é fundamental ter ganhado a capacidade de construir perguntas ricas para exploração desse processo de escolha a partir da lucidez – clareando pontos que no geral passam desapercebidos e ironicamente se referem às pessoas envolvidas no processo de mudança.

Livia Ascava

Um dia desses estava navegando pela net e me deparei com um vídeo, onde uma moça loira, com mais ou menos 35 anos, olhos azuis expressivos e fala amena, dizia ser coach ontológica.Nunca tinha ouvido falar disso (coaching ontológico?) até esse momento.
Ouvi a moça com atenção e também com desconfiança. Poderia ser mais uma invenção desse mercado cheio de aventureiros em busca de dinheiro rápido e fama instantânea, que prometem mudar a sua vida e te entregar a fórmula para ganhar mundos e fundos após receber um certificado e ser adicionado num grupo fechado e exclusivo de vítimas da própria ganância. Mais um caça níquel?
Fui pesquisar a fundo. A moça loira, sem saber, me levou até outra moça. Essa outra, morena de olhos castanhos, sorriso espontâneo, palavras certeiras e perguntas intrigantes, disposta a transmitir seu conhecimento àqueles que por caminhos convencionais ou insólitos (como no meu caso) chegam até ela.
Foi assim que eu, psicanalista, forjado na pressão abissal do divã, talhado para lidar com o insuportável do outro, treinado para desvendar o inscrito no inconsciente estruturado como linguagem, encontrei mais um caminho, mais um desafio, mais uma jornada a ser percorrida.
Sou grato à Káritas pelo seu acolhimento, pela sua predisposição em compartilhar, por tudo que aprendi em dias efervescentes de estudo e convivência.
Encontrei companheiros e fiz amigos nessa jornada. Ficou claro que por mais que aprendamos, por mais que sejamos abertos ao novo, sempre haverá outro olhar, outro observador, outro ponto de vista, outra perspectiva, outra realidade possível de ser construída a partir da linguagem.
Mas isso é só o começo…. a jornada apenas começou,
Gratidão Káritas

Marco Zerlini

Após meus estudos no Instituto Appana pude constatar mudanças significativas na minha vida. Ao aprender a aceitar o outro como outro, abri minha cabeça para relacionamentos mais verdadeiros e respeitosos. Tornou-se mais fácil ouvir os outros e não expressar meus julgamentos. E isso, acreditem, para mim foi uma mudança enorme. E, claro, isso foi notado e apreciado por amigos, colegas e familiares. Como aprendizado foi transformador. E tive a oportunidade de exercendo a função de coach, verificar transformações em meus coachees que lhes trouxeram a oportunidade de entender motivações e fazer escolhas com mais tranquilidade e alegria.

Christiane Santiago
Você já leu nossa Revista? Baixe agora 

Pin It on Pinterest